Voltar - Página Inicial Comentários Contactos Links Mapa do Site Definir como Homepage Adicionar aos Favoritos Canal de Conversação
Search

Notícias Equestres


41ª Feira Nacional da Agricultura - 51ª Feira do Ribatejo
31/05/2004
Dia 5 de Junho, marca o regresso a Santarém do maior palco nacional de divulgação e promoção de produtos de excelência do mundo rural e agrícola. Um certame que promete surpreender os portugueses com uma carteira de novidades e um extenso e diversificado calendário de acontecimentos. Trata-se da Feira Nacional de Agricultura e Feira do Ribatejo, na sua 41ª e 51ª edição respectivamente, que terá lugar entre os dias 5 e 13 de Junho no Centro Nacional e Mercados Agrícolas de Santarém (CNEMA).

Para a Administração do CNEMA, “o ano de 2004 é definitivamente de mudança”. O corte com a imagem tradicional da feira, adoptando um conceito mais adequado às novas realidades, está na base da estratégia deste Centro de Exposições. Uma estratégia que passa ainda por uma selecção criteriosa dos expositores inscritos, pela aposta num novo layout da feira e num programa renovado. O Rumo é de Futuro.

“Queremos fazer da Feira, um certame mais agrícola, mais profissional mas também mais abrangente e com um ambiente mais familiar, de forma a evitar uma dispersão exagerada dos visitantes”, comenta a mesma Administração.

Os dez mil metros quadrados de área coberta ocupados por uma das grandes atracções do certame, o caso da pecuária, nomeadamente com a Mostra de Raças Nacionais Portuguesas, e dos restaurantes tradicionais, foi outra das preocupações do CNEMA que optou pela transferência destas zonas exposicionais para a área mais nobre da feira.

“Os restaurantes de carnes de raças autóctones, restaurantes regionais, assim como os enchidos, doces e as típicas tasquinhas integrarão a área de animação, junto ao Grande Ringue, que durará até madrugada”, refere a Administração do CNEMA.

Uma Feira que dispara em várias direcções. Veja-se pelos dias. Todos eles temáticos. Dia 5 é o Dia do Campino; Dia 6, Dia da Pecuária; Dia 7, Dia Académico; Dia 8, Dia das Tecnologias de Informação; Dia 9, dedicado à região, Dia do Ribatejo; Dia 10, Dia do Sector Cooperativo Agrícola; Dia 11, Dia do Cavalo; Dia 12, Dia do Leite; e finalmente, Dia 13, o Dia da Criança.


O Nascer do Dia é o Limite

Outro exemplo é o extenso programa de animação e espectáculos. Uma autêntica maratona que envolve o trabalho de cerca de um milhar de participantes

É que além da tradicional animação a decorrer todos os dias nos Claustros do CNEMA, entre Bandas de Música, Grupos de Folclore e Fandango, Fado, Sevilhanas, Música Popular Portuguesa, e, este ano, Rapsódias de Acordeão (com jovens revelações), ou o espectáculo Reviver 50 anos de Feiras ― uma proposta multifacetada que inclui tertúlia, fandango, campinos e homenagens (Dia 7), o espaço central relvado do Grande Ringue traz a Santarém uma oferta renovada.

A par das tradicionais Largadas de Toiros, um variadíssimo número de Modalidades Equestres e Provas de Campinos, o Grande Ringue contará ainda, todas as noites, com a actuação de bandas de garagem e sessões de D’ijng e com uma variedade de tasquinhas e bares. O nascer do dia é aqui o limite.

Mas não é tudo. Haverá também a apresentação da Escola de Toureiro, e as famosas Tenta da Vaca e Picaria a Cavalo (Dia 5), um Festival de Tunas, integrado no 15º aniversário da Tuna Escola Agrária de Santarém (Dia 7), um Festival de Folclore Portugal e a sua Gente, o Espectáculo Ribatejo em Festa ― espectáculo que inclui a participação de Cavaleiros, Campinos e Fadistas (Dia 9), e o Concerto de Santos e Pecadores, que pela primeira vez pisam os palcos de Santarém. Agendado para dia 5 de Junho, à 01h00.

Dignos de nota são ainda os espectáculos “A Praça” – recriação de uma tarde numa aldeia do Bairro, com danças de roda e cantares ao desafio – no dia 10 de Junho e, o Cortejo Etnográfico que, envolvendo cerca de 200 figurantes representa as mais diversas actividades de uma aldeia do Ribatejo (“Ida à Feira”, os “Trabalhos Agrícolas”) e algumas das personagens mais características como o “boeiro”, o “pastor, o “eguariço” e os “cocheiros”. Dia 11 de Junho, às 21h00.

A par de tudo isto, decorrerão nos dois fins-de-semana e no feriado os mercados tradicionais integrados no espaço das Casas Rurais. Propostas de responsabilidade do Grupo de Danças e Cantares da Póvoa da Isenta.

Mas o ponto alto do programa vai mesmo para a cantora brasileira Daniela Mercury. Dia 12 de Junho, às 22h00. A lembrar que todo o Ribatejo é de Mudança, outro dos lemas da feira.
“Ver Daniela Mercury somente apenas por quatro Euros, é de facto um feito notável na história das feiras desta dimensão”, sublinha a Administração do CNEMA.


FICHA TÉCNICA
41ª Feira Nacional de Agricultura/ 51º Feira do Ribatejo
5 a 13 de Junho
Centro Nacional de Exposições - CNEMA, Santarém.

Horário
10h00 às 23h00 – Área de Exposição Profissional
10h00 às 20h00 – Parque das Cegonhas
10h00 às 03h00 – Actividades Lúdicas
Dom., 13 Jun., todo o recinto encerra às 20h00

Preço Entrada – 4 €
Caderneta de 10 bilhetes (venda até 3 de Junho, nº limitado) – 25 €
Parque das Cegonhas (Serviço de acompanhamento de crianças) – 2 €

Informações: 243 300 300

Para consulta do programa clique no icon abaixo.






Mais detalhes ... Program
(©) Copyright Cavalonet 2000 - 2013