Voltar - Página Inicial Comentários Contactos Links Mapa do Site Definir como Homepage Adicionar aos Favoritos Canal de Conversação
Search

Notícias Equestres


O Cavaleiro Português Luís Sabino Gonçalves conquista taça Turismo de Lisboa do CSIO
04/06/2006
O último dia do 86º Concurso de Saltos Internacional Oficial (CSIO) de Lisboa terminou da melhor forma para Portugal, com a vitória do cavaleiro luso, Luís Sabino Gonçalves, montando o In Chala d’en Haut, na prova “Turismo de Lisboa”. A vitória do Brasil na “Taça das Nações FEI” veio confirmar a boa prestação canarinha durante os 4 dias de competição no Hipódromo do Campo Grande.

Na prova “Turismo de Lisboa”, realizada em duas fases, em que a primeira foi sem cronómetro pela Tabela A e a segunda foi pela Tabela C, com a altura máxima dos obstáculos a 1,40m, para além da vitória do Português Luís Sabino Gonçalves, com 27,38 seg, a quem foi atribuído o prémio de 1.650 €, no segundo lugar do pódio ficou o Belga Kristof Cleeren, montando o Patoucha, com 28,43 seg, que lhe valeram 1.000 € e na terceira posição ficou o cavaleiro Brasileiro Cassio Rivetti, juntamente com o seu cavalo Acaletta E, com 28,52 seg, arrecadando assim, 600 €.

A grande competição do dia, a Taça das Nações FEI, patrocinada pela Câmara Municipal de Lisboa, que tinha um Prize Money total de 50.000 €, foi disputada a 2 mãos, por equipas, com obstáculos de altura máxima de 1,50m. Apenas as oito melhores equipas foram apuradas para a segunda mão. O país que se sagrou vencedor foi o Brasil, com um total de 13 pontos de penalização, o que lhes valeu um prémio de 16.500 €. O segundo lugar na competição foi repartido entre as selecções da Irlanda e Grã Bretanha, com 16 pontos de penalização, obtendo cada uma a soma de 10.000 €. Portugal ficou no sétimo lugar, com um total de 34 pontos de penalização.

A Taça das Nações FEI integra o calendário Português desde 1929. Este concurso disputa-se por equipas e realiza-se a duas mãos, no mesmo percurso. As três melhores pontuações de cada uma das equipas, que são constituídas por quatro cavaleiros, serão somadas nas duas mãos. Vence a equipa que tiver menos penalizações no final de todas as provas. É uma prova a contar para o circuito mundial da “FEI Nations Cup Series”.

O 86º CSIO de Lisboa atribuiu ainda alguns prémios especiais, entre eles, o Troféu Ibérico, que distingue o ‘Melhor Cavaleiro’ dos Grandes Prémios de Madrid, Vimeiro e Lisboa a Marie Burke (Irlanda), o Prémio Governo Militar de Lisboa, para o melhor cavaleiro do CSIO Lisboa, a Kristof Cleeren (Bélgica), o prémio Sociedade Hípica Portuguesa, que é a distinção do melhor cavaleiro Português do CSIO de Lisboa, a Luís Sabino Gonçalves, o condecoração do melhor cavaleiro Português do Grande Prémio do CSIO de Lisboa (Troféu Manuel Lima Garcia), a António Portela Carneiro e o Prémio Serviço Nacional Coudélico, para o proprietário do melhor cavalo nascido em Portugal, presente no CSIO de Lisboa, que coube a Marina Frutuoso de Melo pelo cavalo Nababo.


Available files
Mais detalhes ... Program
(©) Copyright Cavalonet 2000 - 2013