Voltar - Página Inicial Comentários Contactos Links Mapa do Site Definir como Homepage Adicionar aos Favoritos Canal de Conversação
Search

Notícias Equestres


Temporada Tauromáquica do Campo Pequeno Revitaliza a Festa Brava em Portugal
18/12/2006
A temporada de 2006 no renovado Campo Pequeno, decorreu com elevado nível artístico, e a massiva presença de público nos quinze espectáculos programados, donde resultou o reacender do interesse pelo espectáculo tauromáquico, não só em Lisboa, como em todo o país.

Lotações esgotadas, a presença das maiores figuras do toureio de Portugal, Espanha e França, e das mais cotadas ganadarias portuguesas, garantiram o alto nível dos espectáculos aqui realizados. Muita gente jovem, muitos aficionados da "velha guarda" e personalidades do "jet set" nacional foram presença constante nas bancadas do Campo Pequeno, devolvendo assim às noites de Verão de quinta-feira o "glamour" de outros tempos.

No aspecto artístico, vários factos deixaram marcas indeléveis no historial do Campo Pequeno: As saídas em ombros dos cavaleiros Vítor Ribeiro, a primeira da história da praça, a 13 de Julho e a de Luís Rouxinol, a 3 de Agosto, e a apresentação de João Moura filho numa corrida em que alternou com seu pai, o consagrado João Moura, a 6 de Julho, data em que também se estreou em Lisboa a maior figura mundial do toureio da actualidade, o matador espanhol Enrique Ponce. Destaque mereceu também o cartel de 25 de Maio, que contou com a presença de três figuras mundiais do toureio: O rojoneador espanhol Pablo Hermoso de Mendoza e do seu compatriota Julián Lopez "El Juli", juntamente com Vítor Mendes que, apesar de retirado, se vestiu de "luces" para esta ocasião especial, no ano em que comemorou 25 anos de alternativa.

Na memória de todos ficará também a corrida de alternativa de Manuel Ribeiro Telles Bastos, a 7 de Setembro. Esta corrida merece especial destaque pela envolvente emocional resultante da presença em praça de Mestre David Ribeiro Telles para dar a alternativa ao seu neto Manuel, num cartaz integrado pelos seus filhos e ainda pelo seu neto João, que lidaram touros do ferro da família. Pelo extraordinário êxito artístico, esta corrida é já considerada uma das mais importantes da história desta mais que centenária praça e fez-nos recordar outros dias de glória aqui vividos.

Mas o Campo Pequeno foi também “palco” para a revelação de cavaleiros portugueses que constituem o garante da continuidade da tauromaquia como um dos espectáculos preferidos dos portugueses. Pela plêiade de figuras internacionais que se estrearam ou reapareceram em Lisboa, o Campo Pequeno voltou a integrar o circuito dos grandes nomes do toureio mundial.

O efeito "Campo Pequeno" foi, sem dúvida, determinante para a revitalização da festa de touros em Portugal. Depois de 18 de Maio, triunfar em Lisboa voltou a ser a grande meta para todos os artistas portugueses "e não só" dado o extraordinário significado que tal triunfo tem na evolução e consolidação das respectivas carreiras.


(©) Copyright Cavalonet 2000 - 2013